comprar imóveis em Portugal

Comprar imóveis em Portugal?

Investimento em imóveis em Portugal? Temos recebido inúmeros pedidos de informações sobre a questão de compra de imóveis em Portugal, principalmente em Lisboa. A resposta é complexa apesar de nossa larga experiência no ramo nos dois lados do Atlântico.

Característica tipicamente da cultura lusitana, a imobilização de capital também é característica em muitos brasileiros (entres os judeus, por exemplo, optam por liquidez). Quem investe em imóveis é conservador e vislumbra retorno de longo prazo. Brevemente disponibilizaremos em nosso site um canal de aconselhamento nesta área.

Recomendamos a leitura do Artigo de 3 de janeiro de 2015 The Economist

Clique aqui para ler o artigo.

Prognósticos valem o que valem mas a reportagem aponta o aumento de preços imobiliários na Inglaterra ( Londres 30 % desde 2012) com endividamento crescente dos proprietários de imóveis. Em resumo, para 2020 apostam em uma queda geral de preços( pior que a crise americana) e prognósticos de deflação na zona euro pior que Japão. Em Portugal, houve um “boom” de vendas em 2014 principalmente por criação de lei dos” VisaGold” e investidores franceses. Entretanto, no final do ano houve um escândalo de fraudes e houve alguma retracção no mercado. Janeiro começou com pequena queda de preços dos imóveis anunciados.

O mercado tem oscilado muito e os sites de imóveis , como em todo lugar do mundo, sobrevalorizam o valor real dos imóveis, pois não publicam após a venda , seu real valor. Com relação a reais valores de venda, quantidade de imóveis vendidos, o mercado “virtual” simula situações muitas vezes não condizentes com a realidade. Os bancos actualmente financiam após avaliação muito mais realista e criteriosa. Se não quiser correr riscos maiores, pode ser uma boa dica, pedir financiamento de parte do valor do imóvel. Os bancos verificarão muito bem todos os trâmites, fazem correcta avaliação e documentação do imóvel. Depois de tudo escriturado, se for interesse e tiver capital, quite o débito sem demais problemas( multa de rescisão de financiamento é irrisória).

Portanto, quem pensa em comprar para morar, é investir em qualidade de vida hoje, no presente! Muito bem, fez excelente escolha pois Portugal é um paraíso para se viver.

Para investir, muito cuidado. Muito gato doente sendo vendido por lebre. No mês passado, na televisão apareceram 2 empresários chineses afirmando terem pago 500 mil euros por imóveis( para obtenção dos VisaGold) que depois verificaram estarem inacabados, com vazamentos e com valores de mercado inferiores a 50% do valor pago.
Apartamentos em prédios a necessitar de muitas obras, vizinhança problemática, etc.

A lei de “arrendamento” (aluguel) de imóveis também requer atenção. Principalmente imóveis habitacionais. Vendem-se imóveis com valores mais baixo mas com inquilino de, digamos “78” anos ( portugueses têm longevidade invejável). Muitos contratos antigos impedem “denúncia vazia” de idoso e o contrato prorroga-se por cônjuges, filhos e enteados após falecimento do inquilino. Em conversa recente com um proprietário inconformado, contou-me que comprou imóvel com inquilina de 90 anos. Depois da compra,ela casou-se com afilhado ( de 40 anos) e faleceu aos 102 anos. O “afilhado” herda o contrato…
Portanto, investir em Portugal , nunca sem aconselhamento.

Veja também:

http://www.publico.pt/…/saida-de-miguel-macedo-forca-passos…

http://www.publico.pt/…/francesas-aproximamse-dos-chineses-…

http://www.publico.pt/…/paulo-portas-apresenta-alteracoes-a…


Sobre Paulo Costa

Check Also

Vim para Portugal e agora? O que fazer, quais prioridades de documentos?

Your browser does not support the video tag. Dúvida comum a quem se organizou no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *